quinta-feira, novembro 27, 2008

Gent'ilesa à venda em Ponta Delgada


Rotas da Ilha Verde - R. Pedro Homem, 49
Disrego - Parque Atlântico
Loja dos Açores - Aeroporto João Paulo II

sexta-feira, novembro 21, 2008

Descalças dão formação na Graciosa

Foto: Fernando Resendes
Oficina de Formação Teatral (Teatro Micaelense)

O Grupo de Teatro "A Semente" da Associação Cultural, Desportiva e Recreativa da Graciosa, convidou as Descalças para orientarem uma oficina de formação teatral naquela ilha. A Oficina decorrerá de 28 a 30 de Novembro, na ilha da Graciosa, para os actores e actrizes deste grupo de teatro.
De pegada em pegada, lá vamos levando a nossa arte a todas as ilhas... Obrigada ao Semente!

quarta-feira, novembro 19, 2008

Edições Descalças à venda na Terceira








Pois é,
já estão à venda as edições Descalças
na ilha Terceira, em Angra do Heroísmo!

Na REALSOM - Rua da Sé
pode encontrar CD "Natália Descalça" e o CD "Gent'ilesa"

Na Livraria Adriano - R. Direita
pode encontrar o Livro com CD "A menina azul"

Se ainda assim, estas edições estiverem longe demais para si... pode sempre enviar-nos um email com o seu pedido e faremos o envio via CTT, à cobrança. (descalcas@gmail.com)


António Sousa sobre CD Gent'ilesa

Gent’ilesa – A nova trova duma mulher de palavra
“Listen to the words and dance!” (David ‘Talking Heads’ Byrne)

Gentil a voz afaga os sentidos na rota do silêncio. Ilesa a voz inquieta denuncia o aperto da barbárie. É chama a voz que encarna o ventre da raiz.

A trova que Teresa Gentil nos propõe em “Gent’ilesa” traz nas entranhas a coragem do gesto artístico que, sem rodeios, é afirmação de um tempo outro onde se adivinham sinais, ecos e preciosos silêncios de novos hinos. Há que ouvir “Gent’ilesa com a atenção desmedida de quem se rende sem medo ao calor da chama que anuncia novos dias.
Voz que ao mesmo tempo embala e desperta, absorve e explora, percorre e revela o sentido explícito e implícito da palavra nua e crua. Canto que afaga… dispara e ousa ser interventivo sem se perder nos labirintos e meandros de lugares-comuns ou estafadas tiradas mais ou menos politicamente correctas. Denúncia assumida de quem se sente consciente e profundamente perturbada pelas marcas e feridas, visíveis e interiores, da barbárie institucionalizada (mesmo quando esta se veste de tons supostamente atraentes e sedutores).
Tanto para descobrir e saborear no rico e variado conjunto de temas deste segundo álbum a solo de Teresa Gentil. Uma viagem com rota definida rumo a muitos e sugestivos portos. Unidade e diversidade sobejamente confirmadas na riqueza e expressividade melódica, nas soluções e resoluções harmónicas e nas opções de arranjos plenas de brilho.
“Descalça”, firme e constante, Teresa Gentil é mulher de voz própria que anuncia uma “nova trova” inteligentemente alicerçada na arte de tocar guitarra como quem deixa nas cordas as impressões digitais e na forma única, fulgor e rara sensibilidade com que percorre as teclas do piano. Ousaria dizer que a Teresa simultaneamente estilhaça e abraça aquele que será o seu instrumento de eleição.
“Gent’ilesa” é também um disco inovador em termos de inventividade rítmica, plenamente demonstrada em sucessivos e inteligentemente entrosados balanços que nascem, claramente, de muito estudo/trabalho e talento aos molhos. Dá para dizer que o som da Gentil e Ilesa Teresa transpira um “groove” que dá que pensar e dançar: nas cadências do samba/ bossa nova, do swing e do tango; batidas de raiz nossas e de outros lugares; e novas propostas onde a palavra é, ela própria, ritmo. A potência e essência significante e mesmo interventiva da canção ou vive do balanço (e do silêncio) certo ou não vai lá…”Gent’ilesa” vai…longe e directo aos ouvidos do coração!

P.S.: Ainda a propósito de ”Gent’ilesa” convém lembrar: a notável cumplicidade artística de Maria Simões, presente na palavra dita e escrita, na flauta e na produção executiva do CD; a qualidade dos músicos participantes; a terna e subtil beleza do texto de apresentação de Judite Fernandes; e ainda… a transbordante sensibilidade de Luís Roque, responsável pelas formas, cores e contornos gráficos que ilustram o álbum.
António Melo Sousa (Realizador, Antena1-Açores)

terça-feira, novembro 11, 2008

A Menina Azul na Terceira

foto Jorge Figueira

A menina azul
Maria Simões e Teresa Gentil
Mostra Labjovem - TEATRO
Altares - Terceira
14 Nov
A menina azul vai à Terceira!
Foi vista hoje a preparar as malas, de chapéu azul, na companhia de um milhafre.
Sexta-feira, 14 de Novembro, vai contar a sua história às crianças da freguesia de Altares, na ilha Terceira.

domingo, novembro 02, 2008

M. a sede dos outros - Spot

Spot de divulgação M. a sede dos outros, na RTP - Açores Vídeo: André Laranjinha. Voz:Maria Simões. Música: Teresa Gentil

video

sábado, novembro 01, 2008

M. a sede dos outros - ESTREIA

M. a sede dos outros
Mabaça 2008
7 e 8 Novembro
21h30 Teatro Micaelense


sinopse
M. é uma viajante. Enfermeira, passou os últimos 40 anos a viajar. Volta aos Açores, pela primeira vez desde que partiu, para participar no Mabaça 2008, II Edição do Congresso Internacional de Recolecção, nos Açores. Mabaça é um seminário que recolhe pessoas que recolectam vida de todo o mundo e M. é convidada nessa condição.
Clarificando: M. é recolectora de vidas, de profissão. De vocação é enfermeira de pastagens.
Ou, posto de outra forma, M. é uma curiosa manta de retalhos cerzida através dos séculos, bordada à mão por milhares de corpos e seus respectivos poemas. Repete gestos milenares impregnados até aos ossos. Vive emprestada das outras. Chupou-lhes tudo, com mais força do que elas próprias. Viajando… viajando a vida toda, escuta, escuta, em cada som… de volta a casa. De volta às memórias, com resguardos de fotografias e outros sem textura de memórias. Apanharam humidade, e tem de as pendurar. Cada foto é uma peça de roupa. Peças da sua roupa de pessoa inexistente sem outras.

co-produção:
Teatro Micaelense Descalças cooperativa cultural
(lotação limitada)
> 16 anos

Mais informações:
Teatro Micaelense Largo S. João - Edifício Teatro Micaelense9500 Ponta DelgadaS. Miguel - Açores - Portugal
telf (+351) 296 308 340fax (+351) 296 308 344
Bilheteira (entre as 14h e as 20h)Paulo Costa 296 308 350
paulo.costa@teatromicaelense.pt Preço único 10.00€

Descalças - Cooperativa Cultural RL R. da Cidade 44, 9545-528 S. Vicente Ferreira tel:296911204 e 916448665 descalcas@gmail.com http://descalcas.blogspot.com/