domingo, dezembro 19, 2010

Feira de Artes

prolonga-se até ao dia 23 de Dezembro com novo horário: das 16h às 22h na CASA DESCALÇA.

quarta-feira, dezembro 15, 2010

Feira de Artes - Solidariedade com a Porto de Abrigo

Abrimos a porta da CASA DESCALÇA em Solidariedade com a Porto de Abrigo. De 16 a 18 de Dezembro, (5ª e 6ª - das 18:00 às 22:00 horas, Sábado - das 15:00 às 22:00 horas), realizar-se-á uma Feira de Artes (pintura, desenho, escultura, artesanato, e livros ligados ao mar e à pesca) na CASA DESCALÇA, Rua Machado dos Santos..., nº 49, Ponta Delgada. Apareçam...... e ofereçam arte apoiando a Cooperativa.

quarta-feira, dezembro 01, 2010

Já nasceram...

ou voltaram a aparecer para conhecer palhaç@s nov@s...

terça-feira, novembro 30, 2010

foto: Maria Simões

"Despacha-te, Maria, despacha-te"

No passado domingo, 28 de Novembro, a propósito do Dia Internacional da eliminação da violência contra a mulher (25Novembro), estudantes do Projecto de Artes da Escola Secundária Antero de Quental apresentaram "Despacha-te, Maria, despacha-te" - uma performance de rua que acompanhámos na última fase de ensaios. Aqui fica o vídeo do Mário Roberto.

quarta-feira, novembro 24, 2010

terça-feira, novembro 23, 2010

Greve Geral

A 24 de Novembro saímos para a rua, porque ficar em casa não é a nossa forma de protestar contra o actual estado das coisas. Deixaremos a Casa Descalça entregue a Mai@s que poderão ser visitados a partir do meio-dia em plena Machado dos Santos. Actuamos com Arte, é o que fazemos e não queremos abdicar disso. Encontramo-nos nas Portas da Cidade, pelas 14h.

sexta-feira, novembro 19, 2010

Esclarecendo... clown!

O trabalho de CLOWN que vamos promover na oficina de formação, entre 1 e 5 de Dezembro, insere-se numa estética que entende clown (palhaç@) como um parceir@ e descendente do Teatro e do Cinema e não um(a) filh@ do Circo. Mais próximo de Charlot e de Buster Keaton do que de caras pintadas, animação de festas e outras pintarolas que, não sendo necessariamente más estas últimas, ... apenas nos levariam a outros lugares e não àqueles onde queremos chegar!

"A curiosidade, a ingenuidade, o olhar transparente, a sinceridade e a espontaneidade são padrões comuns ao tipo de comportamento da criança e do clown. O desejo de ter, de jogar, de experimentar, de aprender, a capacidade de reacção face à queda, seja física ou emocional, a entrega total àquilo que reclama a sua atenção, a ignorância do perigo, o desejo de abarcar tudo, a eterna indecisão perante duas ou mais fontes de atracção irresistíveis. E, especialmente, o imaginário. Essa capacidade para se transportar para outra realidade, inventada, sonhada, recreada desde o desejo de aceder a ela. Um trampolim para o jogo, para a aventura, como um aspecto fundamental da aprendizagem. Uma atraente simbiose entre conhecimento e gozo. Um elemento de desenvolvimento pessoal e, ao mesmo tempo, de socialização, de convivência, de aceitação e entrega. Mas o clown não é uma criança. Tem idade de adulto e, portanto, já viveu e experimentou muito mais coisas que uma criança. (...) Esse é o milagre do clown, que consegue comportar-se como uma criança sem renunciar à sua idade." “El Clown, un navegante de las emociones” por Jesús Jara

Algumas coisas que nos inspiram: Leandre (Espanha) , Lila Monti (Argentina) , Mulheres Palhaças, por Lila Monti e Marina Barbera (Argentina) , Bola Roja (Peru) , Payasos sin fronteras (Espanha)
Maria Simões Fundadora de Descalças-cooperativa cultural, trabalha em clown desde 2003, tendo iniciado a sua formação com o mestre Jesús Jara, em Espanha. Na sua formação em clown trabalhou com Pepe Nuñes (Brasil), Eric de Bont (Holanda), Juli Sagües (Argentina), Wendy Ramos (Perú) e Paloma Reys de Sá (Brasil). Partilhou experiências clownísticas com Cabuia Teatro (Argentina), Teatro No Más (Chile), Quilombo Teatro (Argentina) e La Tabla Roja (Bolívia). É membro de Payasos sin Fronteras.
Tem procurado uma integração da poética clown nas suas abordagens teatrais, enquanto directora, actriz e formadora, desde 1994. Depois de nove meses de formação (aprendendo, ensinando e partilhando) e actuação como palhaça (clown comunitário e de intervenção) por diversos países da América do Sul, esta é a primeira formação que dirige deste lado do mar.
Na foto: Wendy Ramos (Peru)

quarta-feira, novembro 17, 2010

Promo do Proyecto Manillas (Bolívia)

Vídeo promocional do "Proyecto Manillas" - projecto pulseiras - da Performing Life (Bolívia) com quem estivemos Descalças este ano. Está a ser visto em todos os Estados Unidos com o apoio de "Hope for the Children Foundation"

Câmara: Maria Simões e John Connell

Edição: John Connell

quinta-feira, novembro 11, 2010

sexta-feira, novembro 05, 2010

A 10 de Novembro na Casa Descalça: Marcha Mundial das Mulheres no Congo: entre a violência e a resistência














Marcha Mundial das Mulheres no Congo: entre a violência e a resistência
Histórias de uma experiência
10 de Novembro de 2010 pelas 21h30. Casa Descalça

Num encontro onde mulheres de todo o mundo discutiram a vivência das mulheres em contextos de conflito e denunciaram a violência sobre elas exercida, a Marcha Mundial das Mulheres encerrou a 17 de Outubro em Bukavu na República Democrática do Congo a sua 3ª Acção Internacional, com cerca de 20.000 mulheres nas ruas.
Uma crónica possível, entre muitas outras.

com Judite Fernandes, Delegada da MMM Portugal no Congo.
Organização: Marcha Mundial das Mulheres Portugal, UMAR-Açores, Descalças cooperativa cultural
Casa Descalça: Rua Machado dos Santos, 49 - Ponta Delgada

Agradecimento: Corredor-Associação Cultural

quinta-feira, novembro 04, 2010

Aceitamos

foto retirada de: www.comtexto.com.br

... tintas e pincéis (paredes e madeira), mãos com vontade de trabalhar, precisamos de quinquilharias, cadeiras (novas e velhas), restos de mesas ou objectos estranhos, tecidos, roupas... tudo o que possamos transformar! A Casa Descalça continua a vestir-se de economia solidária e doações. Precisamos de sapatos também, para podermos livremente continuar Descalças. Os novos, os velhos, os das princesas, os das crianças e dos bebés... vale tudo! A nossa criatividade faz o resto!
Para deixar presentes para o futuro, podem vir à Casa Descalça, na Rua Machado dos Santos, 49 em Ponta Delgada (por cima do Cantinho dos Anjos) e o telemóvel descalço é o 916448665.

quarta-feira, novembro 03, 2010

Oficina de Clown I


Mais informações através do email descalcas@gmail.com ou telemóvel 916448665

Ensaio sobre o desemprego II



II Oficina de teatro forum/teatro do oprimido

Lisboa, 13 e 14 de Novembro

Depois da realização, em finais de Setembro, da oficina de teatro forum/teatro de oprimido e do lançamento do vídeo de ensaio na sala de espera da segurança social, está prevista, para os próximos dias 13 e 14 de Novembro, a realização de uma segunda oficina de teatro. Desta vez a oficina ocorrerá durante apenas dois dias, durante o fim de semana (sábado e domingo), em horário a confirmar. O local será o mesmo, as instalações do Sindicato da Hotelaria do Sul (Páteo do Salema, nº 4, perto do Largo de São Domingos/Rossio). Os/as principais destinatários/as são os/as desempregados/as, mas serão bem vindos/as todos/as aqueles/as a quem o tema do desemprego toque.

Inscrições até 11 de Novembro através do email ensaiosobreodesemprego@gmail.com, ou através do tlm. 964524818. A oficina só decorrerá se se verificar com um mínimo de 10 inscrições confirmadas.

http://ensaiosobreodesemprego.blogspot.com/
ensaiosobreodesemprego@gmail.com

Curinga: Judite Fernandes

oficina organizada com o apoio de:
Descalças Cooperativa Cultural
Sindicato da Hotelaria do Sul/CGTP
Umar-Açores

sábado, outubro 30, 2010

Facebook

Pois é... já estamos no facebook!

sábado, outubro 23, 2010

sexta-feira, outubro 22, 2010

Fundação do Gil - voluntariado

Não é só do lado de lá do Oceano que vamos descalças fazer trabalho voluntário. Também, no meio do mar, ajudamos o Gil a abrir sorrisos e janelas nos Dias do Gil, no Hospital de Ponta Delgada.
A Fundação do Gil vai voltar a S. Miguel para formar e recrutar novas pessoas para voluntariado. As acções serão a 13 e 14 de Novembro, no Teatro Micaelense. Nós vamos lá estar outra vez! Porque vale muito a pena o trabalho que fazemos!


foto Guilherme pai (24dez09)


O meu patrão Gil

29Set09
Uma noite quase sem dormir. Um dia que corre sem que o agarre nem o acompanhe. São 16h. Compro finalmente a Nikon D60. Cuido de mim por uns segundos. Subo a ladeira rumo ao Hospital. Alguém me espera, lá dentro. Doente ou não. Não sei quem.
Tudo pára.
Toda eu páro.
Para estar simplesmente aqui.
Onde faço falta para abrir portas e semear sorrisos.

18h30. Regresso do Hospital com a alma cheia. Um patrão de cabelo em onda cravado na t-shirt amarela e no peito. Eu recebi tanto naquela hora a contar, a cantar, a simplesmente estar ali e em mais nenhum lugar... Os olhares, os sorrisos, as gargalhadas, a cumplicidade, as mães, as crianças, as enfermeiras... e a barulheira que fizémos naquela pediatria... No final, o patrão Gil recebeu um abraço de toda, toda a gente... E houve um menino, e depois outro que o abraçaram tão forte, tão forte... Ufa! Chegou bem dentro de mim.
(testemunho de Maria Simões, aquando da sua primeira Hora da Música, com a Fundação do Gil)

quarta-feira, outubro 20, 2010

terça-feira, outubro 19, 2010

Oficina para a Universidade Sénior

Normalmente o que fazemos é uma alegria... mas desta vez vamos rir muito.
OFICINA DA GARGALHADA só para gente bem grande! Ou seja, vamos trabalhar com a Universidade Sénior já a partir da próxima semana. As inscrições estão abertas!
foto de Willy

OFICINA DA GARGALHADA
6ª feira, 16h00-17h30

segunda-feira, outubro 18, 2010

sexta-feira, outubro 08, 2010

Descalças no mundo

Enquanto a descalça Judite é a delegada portuguesa no encerramento da 3ª Acção Internacional da Marcha Mundial das Mulheres entre 13 e 17 de Outubro na República Democrática do Congo, num encontro onde mulheres de todo o mundo discutirão sobre a vivência das mulheres em contextos de conflito, se procurará contribuir para a visibilidade dos atentados contra os direitos humanos e contra a vida das mulheres que têm vindo a ocorrer no Congo, bem como para um maior protagonismo das mulheres para a resolução de conflitos e na construção de uma paz que não nos oprima,
a descalça Maria vai estar em Lisboa (14 a 22 de Outubro) a apresentar o seu filme "Mais um dia à procura" (prod. Corredor-Associação Cultural) e a participar no workshop de realização do Docliboa 2010. Talvez seja por andarmos descalças que estamos em todo o lado! Vamos leves.

quarta-feira, setembro 29, 2010

Doclisboa


O "Mais um dia à procura" foi seleccionado para o Doclisboa. As projecções do filme serão a 17 de Outubro (17h) no grande auditório da Culturgest e a 21 de Outubro (23h) no pequeno auditório da Culturgest, em Lisboa. A Maria (talvez descalça) vai lá estar.

quinta-feira, setembro 23, 2010

quebrando isolamento, experimentando acção















Oficina de Teatro d@ Oprimid@/Teatro Fórum

26, 27 e 28 de Setembro, Lisboa
quebrando isolamento, experimentando a acção colectiva
Apoios: Descalças cooperativa cultural, CGTP e UMAR-Açores
curinga: Judite Fernandes

Esta proposta de Oficina de Teatro do Oprimido foi elaborada na sequência da experiência do “Desempregados pelo trabalho justo” e, para defender a urgência de acção colectiva, parte-se da constatação do crescimento do desemprego, e do forte ataque de direitos e de dignidade a que têm sido sujeitas as pessoas desempregadas. O ambiente social é de pressão sobre quem tem trabalho, e de ostracismo relativamente a quem não o tem. O clima geral é o da promoção do medo, do salve-se quem puder, da acomodação. Neste contexto, e reconhecendo-se que há muito pouca reflexão sobre a experiência social do desemprego, pretende-se reunir pessoas que o vivenciam para ensaiar formas de o compreender, para ensaiar perspectivas de mudança. Pretende-se quebrar o isolamento – um dos principais obstáculos à construção de acção colectiva - e construir solidariedades, partindo de quem vive a experiência do desemprego.

O que se propõe é a realização um ensaio sobre o desemprego, em duas acepções do termo: ensaio enquanto esboço crítico; ensaio enquanto tentativa ou experiência de transformação social. Para isso será usado o método do teatro do oprimido, um método teatral que reúne exercícios, jogos e técnicas elaboradas pelo teatrólogo brasileiro Augusto Boal. O teatro é aqui encarado enquanto forma de conhecimento, enquanto instrumento de transformação da sociedade, o teatro na acepção mais arcaica da palavra: todos os seres humanos são actores, porque agem, e espectadores, porque observam. Com explica Augusto Boal, o teatro deve trazer felicidade, deve ajudar-nos a conhecermos melhor a nós mesmo e ao nosso tempo. (...) O teatro é uma forma de conhecimento e deve ser também ser um meio de transformar a sociedade. Pode nos ajudar a construir o futuro, em vez de mansamente esperarmos por ele. (Em Jogos para atores e não atores, de Augusto Boal). O objectivo imediato é o ensaio crítico, o empoderamento, a quebra de isolamento, mas objectivo mais vasto é o ensaio de acção colectiva.

Datas, horário e local:

A sessões realizar-se-ão a 26, 27 e 28 de Setembro, nas instalações do Sindicato da Hotelaria do Sul (Páteo do Salema, nº4, Lisboa; perto do Largo de São Domingos e do Rossio), nos seguintes horários:
Dia 26, domingo: das 14h às 19h;
Dias 27 e 28, segunda e terça: das 10h às 13h; das 14h30 às 18h.

Oficina de Teatro d@ Oprimid@ no Porto

Organização de Gaiac (Agrupo de acção e intercâmbio artístico e cultural) e Grupo de Teatro legislativo Estudantes por empréstimo. Mais info em: estetica.do.oprimido@gmail.com

dinamizada por

Olivar Bendelak, do CTO – Rio

Porto :: 29, 30 e 31 de Outubro 2010 :: ESMAE

Olivar Bendelak

é curinga do Centro de Teatro do Oprimido do Rio de Janeiro e um dos seus responsáveis, fazendo parte da sua equipa e elenco. Trabalhou activamente com Augusto Boal desde a década de 1990. Encenou vários grupos populares de Teatro do Oprimido: Grupo CORPO EnCENA, da comunidade da Pedreira em Costa Barros, que originou a primeira lei estadual do Teatro Legislativo; Grupo Marias do Brasil, em parceria com a Curinga Claudete Felix, formado por trabalhadoras domésticas que na luta pelos direitos da categoria fez apresentação no Congresso Nacional em Brasília. Foi um dos elementos da equipa do mandato de Augusto Boal, quando este foi eleito para a Assembleia dos Vereadores, no Rio de Janeiro. Olivar é desde 2000 o responsável pelo Teatro Legislativo no CTO-Rio.

Estética do Oprimido

é a mais recente pesquisa desenvolvida por Boal e a equipe do Centro de Teatro do Oprimido, é a seiva que alimenta a Árvore, desde as raízes passando pelo tronco, atravessando galhos e folhas. A Estética do Oprimido tem por fundamento a crença de que somos todos melhores do que supomos ser, e capazes de fazer mais do que aquilo que efetivamente realizamos: todo ser humano é expansivo. Trata-se do fundamento teórico e prático do Método do Teatro do Oprimido: através de meios estéticos – que proporcionam a descoberta das possibilidades produtivas e criativas, e da capacidade de representar a realidade produzindo Palavra, Som e Imagem – promover a sinestesia artística que impulsiona o autoconhecimento, a auto-estima e a autoconfiança; e o diálogo propositivo que estimula a transformação da realidade.”

Bárbara Santos


quinta-feira, setembro 16, 2010

Voltamos ao Uruguai

para preparar filmagens do próximo ano!
Estabelecer parcerias, encontrar milagres de produçao, reencontrar uma alma e cultura açoriana deste lado do mar.
Estamos entre Montevideo, Maldonado e Cabo Polónio a fazer pontes culturais!

quinta-feira, setembro 09, 2010

encerramento Peru

 

HOJE, encerramos o Proyecto Semillas no Peru, por este ano. Vamos plantar mais a'rvores a Chinchero! Porque nos pediram muito e porque gostamos de sempre dizer "sim"  `as parcerias bonitas!!!

Parceria: Qespina (Peru) - Descalcas cooperativa cultural (Azores. Portugal)
Obrigada Lisbeth! Obrigada Ana Masats!

quarta-feira, setembro 01, 2010

segunda-feira, agosto 16, 2010

Oficina de Teatro d@ Oprimid@


Oficina de Teatro d@ Oprimid@ com mulheres da pesca

Organização Ilhas em Rede
Parceria Descalças cooperativa cultural
Curinga Judite Fernandes
Fotos Laurinda Sousa e Joana Medeiros

São Mateus - Terceira
(Finais de Julho de 2010)

Mais fotos aqui

segunda-feira, agosto 09, 2010

Proyecto Semillas em Ollantaytambo

As fotos sao da amiga Ana Masats Clotet que as fez tao bonitas porque se emocionou connosco!

sábado, agosto 07, 2010

Proyecto Semillas

Foto de Zaoria Ríos Mar (6 anos)
Julian olhando um dos nossos coraçoes com asas, os que plantamos junto com as árvores do amor, como palhaças, no Peru.

terça-feira, agosto 03, 2010

Proyecto Semillas

"Projecto Sementes", as Descalças no Peru... um projecto de realizaçao de sonhos a concretizar-se, com Maria Simoes e Fatima Ramos no Vale Sagrado! Intervençao Social e Cultural, Clown, Activismo e os Açores fora de portas. Porque nós queremos! E faz todo o sentido!

sábado, julho 31, 2010

Do Taller de Teatro em Ollantaytambo, Peru
por Maria Simoes
Estamos a divertir-nos à brava! Jogamos, aprendemos, pintamos a manta nos intervalos, hoje iniciei também um atelier de fotografia. Gosto muito de passar a minha máquina fotográfica para as maos pequeninas... conversamos sobre o que queremos registar dos nossos olhares... quem sabe nos vai nascer uma história animada a partir das fotografias?  Mais fotos minhas aqui e fotos do Tadeo e da Nelida aqui.

foto de Aima Molinari

quarta-feira, julho 28, 2010

descalças em entrevista no Correio dos Açores

Taller de Teatro y Ambiente

26 a 30 Julho
Ollantaytambo,Peru
Formadora: Maria Simoes
Organizaçao: ANIA (associacion para la niñez y su ambiente) - Peru

quarta-feira, julho 21, 2010

Na proxima semana vamos dar um Atelier de Teatro, em Ollantaytambo (perto de Cusco), para a associacao ANIA. Entretanto, em Cusco, estamos a ensaiar com artistas peruanos coisas bonitas que iremos apresentar em Agosto, por aqui. Tambem temos conhecido tudo o que nos tem sido permitido, em termos de associacoes, organismos, espacos e projectos culturais e de intervencao social. Tanto!! Brevemente teremos mais novidades.

segunda-feira, julho 19, 2010

Estabelecer conceitos

por Maria Simões
Tenho tentado, por diversas formas e vezes, estabelecer regular um debate sobre politica cultural nos Açores afastada de partidos políticos. Hoje penso que, independentemente do triste cenário que se está a viver no pais, a discussão é, por si só, uma manifestação de maturidade, de cidadania e um exercício de plena liberdade e democracia.
Infelizmente, essa discussão nao se estende aos Açores, onde a politica cultural é, ainda, inexistente. E digo inexistente porque, à ausência de discussão publica se sucedem faltas de transparência nos concursos, incumprimento de prazos, indefinição de critérios, medo de manifestar opiniões, etc etc, etc.
Uma vez, quando, amigavelmente, tentei partilhar com o actual Director Regional da Cultura que o que fazemos é serviço publico, que substituímos o estado na sua missão de facultar o acesso a cultura a um cada vez maior numero de pessoas, quando disse que sentia que as Descalças estavam não só a não ser reconhecidas como a ser desrespeitadas pelo Governo dos Açores, o Dr. Paulus Bruno aconselhou-me a "baixar o ego".
Perdi a discussão. Perdi o chão. A conversa tomava, na sua cabeça, um rumo completamente diferente...
Eu não podia estar a falar de direitos quando a pessoa que tinha à minha frente não estava preparada para ter essa conversa.
Percebi que tinha que voltar ao inicio de tudo, ao inicio dos tempos, ao "quando os animais falavam"...
Reset. Apagar. Começar de novo.
O meu passo de hoje é uma citação de Catarina Martins para ver se, pelo menos, começamos por estar de acordo nos conceitos.
"agentes independentes são artistas, estruturas de produção, de criação, de programação cuja actividade é independente da iniciativa do estado e que são quem, no terreno, em todo o território, prosseguem politicas de cultura, ou seja, prosseguem imperativos públicos, do estado, de dar à população acesso à cultura e que, por isso, são financiados por concurso, de forma transparente e pela qual prestam contas. E portanto os artistas não são dependentes da DGArtes ou do Ministério da Cultura. O Ministério da Cultura é sim dependente dessas estruturas de criação que fazem a agenda cultural em todo o pais e que, portanto, devem ser respeitadas como tal." (Catarina Martins)

terça-feira, julho 06, 2010

terça-feira, junho 22, 2010

sexta-feira, junho 18, 2010

"Mais um dia à procura"

da Maria Simoes foi seleccionado para a secçao competitiva Take One! do Festival de Curtas de Vila do Conde. Vai ser exibido naquela cidade entre 5 e 11 de Julho. Estamos contentes portanto!

intermitentes

domingo, junho 13, 2010

VIDEOCLIP de Maria Simoes

Produzimos na Bolívia, em co-produçao com a Performing Life, este videoclip que foi realizado pela Maria, lá para os lados do sul.
No videoclip, podem ver-se o Alberth, o Wilfredo e o Edwin (crianças que trabalham nas ruas de Cochabamba), autores da letra e intérpretes deste tema que é o primeiro single extraído do vol.3 do cd (ainda em produçao) Hip-hop Kayma.

Estreou no passado dia 27 de Maio, em Cochabamba, Bolívia, no Cine Café Arte 35 mm.
Hoje, estreamo-lo aqui. Na versao da realizadora.

a caminho do Chile

Descalças vamos a caminho do Chile para lá apresentar o espectáculo "Gojto de Ti", na próxima semana, em Iquique. Uma parceria com Teatro "No más". Mais novidades muito em breve!

sábado, junho 05, 2010

Hoje

Hoy, 20h
inauguración de "La primera casa del primero chanchito" - nuevo espacio del Colectivo Katar.
Plaza Virrey Toledo
(al lado Colégio España)
Cochabamba, Bolivia


Gusto de Ti (solo de clown)

y
presentación do CD Gent'ilesa de Teresa Gentil,
con Maria Simoes en concierto con Quimbando.

segunda-feira, maio 31, 2010

sexta-feira, maio 28, 2010

Agua Conmovida


 foto retirada de lagacetabonita


ESTREIA
"Agua Conmovida es una agua que se mueve y que siente.
Así es lo que llevamos dentro."
31 de Mayo, 18h30
Plaza Principal
Cochabamba, Bolívia
Uma trintena de crianças que vivem ou trabalham nas ruas de Cochabamba apresentam um espectáculo (performance) onde se cruzam o Teatro, as Artes de Circo, a Música, a Água e o Fogo.
Co-produção: Performing Life (Bolivia) Descalças cooperativa cultural (Azores, Portugal)

quinta-feira, maio 27, 2010

Mais um dia à procura, na Ribeira Grande

O "Mais um dia à procura" vai ser apresentado amanhã, dia 28, no Teatro Ribeiragrandense, pelas 17h. 
A actividade é promovida pela Ilhas em Rede - Associação de Mulheres na Pesca nos Açores e insere-se no Encontro/Debate “O Impacto da crise na Pesca, nos/as Profissionais e nas Famílias. Iniciativas para fazer frente à crise”.

terça-feira, maio 25, 2010

quinta-feira, maio 20, 2010

"Mais um dia à procura" estreia na Bolívia

No início da sessão, estreia também do videoclip "Mama", filmado na Bolívia, com realização de Maria Simões e produção Performing Life/Descalças cooperativa cultural.

domingo, maio 16, 2010

sexta-feira, maio 14, 2010

Fotos de Mai@s. Um povo novo.


Disponíveis aqui

Cais da sardinha.
Um povo de homens e mulheres regressa à ilha.
Com os olhos e a alma no oceano, tentam recuperar ou conquistar um lugar.
São bonecos, pessoas, maios e maias.
Viajam nos dias, abrem-se à luta da vida diária e encerram-se na escuta dos seus próprios pensamentos.
São um povo de gente singular. Atravessaram as ideias e procuram criar laços na cidade.
Querem entrar na cidade, subir as escadas, desamarrar-se, não consumir, não se vender. Pedem, gritam, silenciam-se.


Dar-lhes as mãos, escutar as suas vozes mudas, olhar o horizonte das suas miradas, são simples formas do público se aproximar desta história de Mai@s que, atravessando a tradição e a contemporaneidade,
atravessou a cidade, ocupou e transgrediu o seu espaço. O espaço que é nosso. Que cruza a cidade por dentro do nosso corpo, na rua.

Na rua mora quem foi capaz de @s receber.

quarta-feira, maio 12, 2010

Um filme na RTP Açores

O documentário "Mais um dia à procura" de Maria Simoes (com produçao 'Corredor - Associaçao Cultural') vai passar na RTPAçores na próxima 2ª feira, dia 17 de Maio, no primeiro Programa 'Corredor', pelas 22h15.
mais informaçoes Corredor e consulta de programaçao RTPa

segunda-feira, maio 10, 2010

"Mais um dia à procura"

O filme da Maria, produzido pela Corredor Associaçao cultural, foi premiado!
Como ela costuma dizer: mais um subsídio para a cultura dos Açores!


Prémios PrimeirOlhar X Encontros de Viana

Resultados da secção competitiva dos X Encontros de Viana:


Prémio PrimeirOlhar (€1000), atribuído pelo júri Oficial, constituído por Margarita Ledo Andión, Rui Poças e Manuel Claro, ao filme EU ADORO ESTE SOM, de Filipe Fernandes, Rui Matos, Zulmira Gamito, alunos da Licenciatura em Cinema, Vídeo e Comunicação Multimédia da Universidade Lusófona;


Prémio PrimeirOlhar/Cineclubes (€1000), atribuído pela Federação Portuguesa e pela Federação Galega de Cineclubes, sendo o júri constituído por Denise Cunha Silva, Ana Marta Custódio e Cristobal Lores Torres, ao filme MAIS UM DIA À PROCURA, de Maria Simões, realizado no âmbito do atelier de Cinema Documental da Corredor – Associação Cultural. Este júri decidiu ainda atribuir uma Menção Honrosa ao filme ÉTER, de Bertolino Pedro, Cláudio Rato, João Figueiredo, Luís Montanha e Pedro Cruz, alunos da

Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, do Curso de Vídeo e Cinema Documental.


Prémio PrimeirOlhar/IPJ em material audiovisual a atribuir pelo Instituto Português da Juventude, foi atribuído ao documentário EU ADORO ESTE SOM, de Filipe Fernandes, Rui Matos, Zulmira Gamito, alunos da Licenciatura em Cinema, Vídeo e Comunicação Multimédia da Universidade Lusófona, por deliberação do júri constituído por Maria Remédio, Dânia Lucas e Mariana Castro.


mais informaçoes: AO Norte

video de Mário Roberto

Mai@s from ARTilharia TV on Vimeo.

sábado, maio 01, 2010

Chegou!!!

Mai@s - povo novo chegou HOJE à cidade... e, como as pedras do caminho o fez fechar-se nos seus próprios ouvidos... acabou partilhando pensamentos, sentimentos, sons, cores, inquietações com o público que passou, olhou, se sentou... e se transformou para tornar maior este grupo de gente que, a caminhar a caminhar... há-de fazer a volta ao mundo!...
Quem sabe?

foto Marta Fernandes da Silva

sexta-feira, abril 30, 2010

Mai@s - o Povo novo já chegou...

ao cais da sardinha e portas do mar...
será que chega à cidade?




fotos Marta Fernandes da Silva

segunda-feira, abril 26, 2010

sábado, abril 24, 2010

25 de Abril também recordado na Bolívia


Porque estamos em ano de internacionalizaçao, descalças organizamos hoje, em Cochabamba, uma tertúlia alusiva ao 25 de Abril em Portugal.
Será a partir das 21horas, no Cine arte 35mm.
Poesia, Música, Fotografia e Cinema para contar uma história que nos pertence e à qual pertencemos!

Org. Descalças cooperativa cultural e CineArte 35mm

quarta-feira, abril 21, 2010

sexta-feira, abril 16, 2010

manifesto sobre liberdade artística e mecenato cultural

foto retirada de: multicom.org

Mecenato Cultural é quando alguém que tem dinheiro manifesta a sua crença na criação artística.
Investir em arte, encomendar trabalho a artistas revela que não só a comunidade artística mas também uma parte (endinheirada) da sociedade acredita que a arte vale a pena ser incentivada, pode transformar o mundo e torná-lo um sítio melhor. A outra parte da sociedade - o público ou as entidades parceiras - são eternamente cúmplices porque compõem as partes fundamentais do diálogo com a arte.
Assim, são antigas as relações entre artistas e quem apoia, financia parcialmente o seu trabalho. Também é ainda mais antiga a relação entre a arte e o público a quem se destina. E há histórias de todos os tipos. Shakespeare, por exemplo, era constantemente pressionado para que escrevesse teatro que agradasse ao público. Mas as concepções de "agrado ao público" que os mecenas tinham e as reais eram, muitas vezes, bastante diferentes. Rivera viu destruído um mural porque pintara uma verdade política e social, a arte incomodava, perturbava, acusava, não podia ser apoiada. Muitos mecenas apoiaram financeiramente obras de arte que os punham a eles próprios em causa, e isso apenas foi benéfico para esses mecenas que manifestaram, com certo humor, uma aceitação da crítica que é digna de pessoas mais capazes, mais à frente dos seus próprios tempos. O humor em Portugal conta vários episódios que vão desde a mais pura liberdade (artística, de expressão e de opinião) até à mais básica censura. Em tempos de ditadura e fora deles, histórias há muitas.
Uma história actual:
Porque acreditamos que a Arte é um bem comum e público que deve estar ao alcance de todos e todas, porque acreditamos que cada pessoa é portadora de capacidade criativa, sensibilidade estética e sentido de solidariedade e cooperação, acreditamos também na nossa própria capacidade criativa de, enquanto artistas ou cidadãs, nos manifestarmos pública e livremente no lugar onde escolhemos viver! Às vezes, algo tão simples, transforma-se numa batalha. Mesmo quando assim é, essa é uma batalha que consideramos valer sempre a pena travar.

quinta-feira, abril 15, 2010

partilhando coisas que nos chegam... de longe!

Após a formaçao que demos na Bolívia, na passada semana, recebemos esta mensagem da organizaçao:

“Cada día es una conquista”María Simoes (descalzas – Portugal)

Con esta frase me quede en la cabeza después de compartir tantas payasadas, sentimientos y peripecias con mi querida maestra, hermana, amiga maría.

Hemos vivido una semana intensa de emociones fuertes donde el corazón salta por medio de la ventana y cae unos 160 pisos… imagínense hacer eso con cada órgano de su cuerpo pulmones, corazón hígado… jajaja… primeramente hicimos un kilombo en la sede social de satélite con nuestra hermanas de Quilombo Teatro, q nos dejaron a todos emocionados y empayasadamente felices, dejaron en esa casa su esencia Quilombera… y desde ahora quien ingrese en nuestras vidas payasas será recibido con un abrazo Quilombero…

Luego los nubarrones prepararon el camino para nuestra hermana maría, que llego descalza dentro de la flota a la ciudad de El Alto, se maravillo con las películas, y nos dejo en el estado payaso… ese hermoso e inexplicable estado, donde los pequeños detalles cobran sentidos, donde puedes estar en contacto con las sensaciones, como volver a nacer, donde una pequeña mosca puede ser un parque de diversiones y esta misma puede pegarte un susto…

La Tabla Roja (La Paz, Bolivia)

quarta-feira, abril 14, 2010

Precisamos de vestir Maias e Maios


Foto de Marta Fernandes da Silva


É já a 30 de Abril e a 1 de Maio, no âmbito do projecto Azores Combo. Um povo de Mai@s sai à rua ali ao pé do mar.... Mas eles estão nus, elas nuas, e está um frio.........

De forma que... (porque a tradiçao às vezes teima em ainda ser o que era...) achando também que roupa reutilizada é o que mais sentido faz, e que roupa que já usada foi tem sempre tantas histórias para contar, vos perguntamos - se tiverem assim em casa roupas que nos ajudem a vestir...

O que precisamos:
Casaco e calças de fato/boné /chapéu que cheire a intelectual.
Saias, meias, casacos de malha ou outros, meias, lenços de cabeça que pareçam ir à missa.
Calças pretas e/ou outras, camisola ou tshirt, sapatos para um senhor que trabalha na rua.
Calças de fato de treino ou outras, pullovers para alguém que vai ao mar.
Casacos compridos, luvas, camisas, calças que sejam bons para dormir na rua.
Ou alguma coisa surpresa...

Se acharem que têm alguma coisa/roupa a ver com o que descrevemos e que a querem partilhar, digam-nos alguma coisa!
(Podem contactar para o telemóvel das Descalças -916448665- ou para descalcas@gmail.com para combinar)
E um abraço Descalço!

segunda-feira, abril 05, 2010

Descalças dao formaçao de Teatro, na Bolívia

La libertad payasa y la mirada en el teatro
Taller de Teatro

9 a 11 de Abril
La Paz, Bolívia
compartido por Maria Simoes
Descalças cooperativa cultural
Azores, Portugal

horario: 15h-19h
local: sede cultural de los vecinos del plan 405
Org. La tabla roja

quarta-feira, março 31, 2010

"Mais um dia à procura" de Maria Simoes


O filme da descalça Maria foi seleccionado para o Panorama 2010 - 4ª Mostra do documentário Português.*
Este filme foi realizado no âmbito do Atelier de Cinema Documental promovido pela Corredor - Associaçao Cultural, o final de 2009 e que contou, entre outros, com o apoio da CASA DESCALÇA.

A mostra decorre entre 9 e 18 de Abril. O filme da Maria passa no dia 18, pelas 17h, no Cinema S. Jorge em Lisboa.
* A iniciativa continua a evidenciar-se por ser uma Mostra não competitiva, exclusivamente nacional, contribuindo para que se conheça cada vez melhor o documentário que se produz, anualmente, no nosso país. Decorre de 9 a 18 de Abril, em Lisboa, no Cinema Sao Jorge. Mais informaçoes em:
http://www.panorama.org.pt
http://www.apordoc.org
http://www.facebook.com/pages/Panorama-4a-Mostra-do-Documentario-Portugues/245441258470
http://www.videotecalisboa.org/index.php?module=ContentExpress&func=display&ceid=251

Descalças na Bolívia

imagem em: plazapublica.org

Integrado no seu projecto de internacionalizaçao, e depois de estarem na Argentina, as Descalças já se encontram na Bolívia! Até ao final de Maio, naquele país, vao co-produzir com a Performing Life e o Teatro Trono, em Cochabamba, o espectáculo Agua Conmovida. Trata-se de uma criaçao original, com dramaturgia e encenaçao de Maria Simoes e que conta com a participaçao de mais de uma vintena de crianças e jovens que habitualmente trabalham e/ou vivem nas ruas daquela cidade. O espectáculo tem a sua estreia prevista para a semana de 22 a 29 de Maio, no mARTadero, em Cochabamba. Paralelamente, as Descalças irao promover diversas Oficinas de Formaçao Teatral enquanto formadoras e estao a receber formaçao em áreas como clown, videoarte, cinema e dramaturgia. Irao também apresentar espectáculos que aqui anunciaremos brevemente.

terça-feira, março 30, 2010

Oficina de Arte, Ambiente e Educação

Arte, Ambiente e Educação
reciclagem e recuperação de materiais numa perspectiva criativa
na Casa Descalça

Formadora Graça Tomé
Entre 5 a 10 de Abril (Horário pós-laboral e sábado à tarde)
Reciclagem de papel/Técnica de papier maché/Origami/Reutilização de materiais numa perspectiva criativa

Oficina de 4 dias, com possibilidade de opção por um módulo de dois dias, correspondente a dois dos temas.
Preço por inscrição: 50€ (metade para um dos módulos)
Inscrições limitadas

sexta-feira, março 19, 2010

Em formação... Teatro Fórum e Violência




Fotos de Sergio Di Vita

Prosseguindo e aprofundando aprendizagens, nosso grande objectivo para este ano, a descalça Judite Fernandes participou na oficina em Teatro Fórum e Violência dirigida por Roberto Mazzini da Giolli - Centro Ricerche su Teatro dell'Oppresso e Coscientizzazione, promovida pela PELE-Espaço de contacto social e Cultural, no Porto. Muito se aprendeu, muito se espera poder aplicar.

terça-feira, março 09, 2010

13 Março marchamos!


Dia 13 de Março lá estaremos, na Marcha pela Paz e Desmilitarização, com início às 14h30 saída a partir da Praia dos Santos (junto ao quiosque do Lua Cheia) e marcha até as Portas da Cidade.
O convite fica aqui feito. Todas as vozes são necessárias :)

segunda-feira, janeiro 25, 2010

Oficina de Tango



27,28,29,30 De Janeiro na Casa Descalça
Horário pós Laboral (horas a confirmar)
Formador: Julio Piscarreta
Inscrições limitadas (contacte-nos para descalcas@gmail.com ou para (964268807)
Local da Formação:
CASA DESCALÇA Rua Machado dos Santos, 49 - Ponta Delgada
Preço por inscrição:
45E. Três dias
55E. Quatro dias

quarta-feira, janeiro 20, 2010

Maria Simoes na Argentina

6ª FEIRA, 22 DE JANEIRO
21:00hs (Argentina)
TEATRO CAJAMARCA. Mendoza. Argentina

No espectáculo de encerramento do Taller de Clown y Improvisacion, que decorreu nas últimas semanas sob a batura de Eric de Bont, a descalça Maria Simoes apresentará, em Mendoza - Argentina, um excerto do espectáculo Gojto de Ti (versao solo), na próxima 6ª feira, 22 de Janeiro, no Teatro Cajamarca, pelas 21h.
Perú, Chile, Bolivia, España, Portugal, Uruguay, Puerto Rico, Azores, País Basco, Córdoba, Buenos Aires y Mendoza son los países y ciudades que tienen sus representantes de la nariz roja en nuestra provincia para sumergirse en uno de los mayores retos del teatro: hacernos reír.
Con miles de acepciones, el clown ha llegado este verano de la mano del excéntrico docente Eric de Bont para deleitarnos con un exquisito repertorio donde grandes y chicos, señoras y señores, damas y caballeros no podremos parar de reír.
Teatro Cajamarca: España 1767 - Entre Avda. Godoy Cruz y Barcala - Ciudad Mendoza
Consultas: (0261) 4280978 / 156560887
Producción General: Sak Be Producciones

quinta-feira, janeiro 14, 2010

Fotos Teatro Fórum


Aconteceu a 6 de Janeiro, na Casa Descalça. Teatro Fórum com resultados da Oficina de Teatro d@ Oprimid@ realizada nos dias anteriores.


Fotos de Maria Simões

terça-feira, janeiro 12, 2010

E começou...

O ano sabático das descalças, ou essa coisa de aprender e reflectir a fazer e a pensar, já começou. A Maria Simões, em Mendoza, Argentina, está em formação com o Eric de Bont. Espreitem este vídeo sobre a Escola do Eric de Bont em Ibiza... vale a pena.

Bont's International Clown School, San Josep, Ibiza

quinta-feira, janeiro 07, 2010

Descalças hoje em Conversa Fiada, na TSF Açores

Hoje, 7 Janeiro 2010
18h10, a "Conversa Fiada" com Paulo Simões e a Maria Descalça, para ouvir na TSF Açores.
http://www.acorianooriental.pt/noticias/tsf/

terça-feira, janeiro 05, 2010

apelo à participação

Olá! Uma das histórias que vamos apresentar hoje, pelas 19h15 na Casa Descalça, propõe uma reflexão sobre a Cultura e as Artes nos Açores. Para nós, era muito importante que agentes culturais se nos juntassem nessa reflexão. Artistas, Grupos Culturais, Associações, Público... e tu, e tu, e tu... Reflectir sobre a cultura que somos e fazemos e sobre a cultura que queremos... é nossa missão. Juntem-se a nós!
Um abraço descalço e até lá!

Augusto Boal no Encontro Nacional de Teatro do Oprimido (Brasil). foto em: rogeliocasado.blogspot.com